25 Abril, 40 Anos, 40 Depoimentos, hoje com Comendador José Marques e Luís Pereira

A renovação e a alternância são palavras de ordem, em democracia. Uma das grandes conquistas de Abril foi seguramente as eleições, sejam elas para as Legislativas, Presidenciais, Europeias ou Autárquicas. Comemoramos os 40 anos do 25 de Abril de 1974, entre dois ciclos eleitorais. Em setembro de 2013 foram as eleições para as autarquias, a 25 de maio próximo serão as eleições europeias. Os nossos convidados de hoje têm sido atores nos respetivos concelhos, Oleiros e Vila Velha de Ródão. O Comendador José Marques foi presidente da Câmara Municipal de Oleiros entre 1986 e 2013, ocupando agora a presidência da respetiva Assembleia Municipal e Luís Pereira tem sido vereador na autarquia que, em setembro de 2013, lhe outorgou a legitimidade, através do voto, de desempenhar as funções de presidente de Câmara, Vila Velha de Ródão.

1ª – Onde se encontrava no dia 25 de Abril de 1974?

Comendador José Marques, presidente da Assembleia Municipal de Oleiros

Nesse dia estava a trabalhar em Oleiros, como técnico do Ministério da Saúde, função que exerci até à minha tomada de posse como presidente eleito, da Câmara Municipal de Oleiros, no início do ano de 1986.

No ano de 1974, após o 25 de Abril, iniciei funções autárquicas como presidente, da Comissão Administrativa da Junta de Freguesia de Sarnadas de S. Simão, a minha freguesia natal.

A nível pessoal, na época, já residia em Oleiros, era casado e tinha um filho.

2ª – O que representa para si, passados 40 anos, o 25 de Abril?

O 25 de Abril será sempre um marco de Liberdade, Democracia e igualdade de oportunidades. Para mim, esta Revolução exemplar, representa, também, a abertura do nosso país para o exterior e a consequente e tão necessária abertura de mentalidades que originou na época.

Estes são valores que ficaram como legado para as gerações futuras e que nos tempos atuais nunca é demais realçar. Citando Francisco Sá Carneiro “hoje vivemos na sequência de uma revolução conseguida sem sangue que nos abriu caminhos de liberdade. Para que os possamos percorrer, é indispensável o respeito absoluto das liberdades públicas e dos direitos cívicos“.

***********

1ª – Onde se encontrava no dia 25 de Abril de 1974?

Luís Pereira, presidente da Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão

Frequentava o 3º ano da Escola Primária e nesse dia fiquei com uma tia que tinha um pequeno estabelecimento comercial em Vila Velha de Ródão. Recordo um ambiente de grande ansiedade com pouca informação sobre o que estava a acontecer, sentindo-se, na generalidade das pessoas, um grande receio e expectativa sobre o desenrolar dos acontecimentos nesse dia histórico.

2ª – O que representa para si, passados 40 anos, o 25 de Abril?

A possibilidade de vivermos num País livre que apesar de muitas adversidades se tem conseguido afirmar atingindo, neste período, um desenvolvimento económico e social notável.

Há ainda um caminho a percorrer no que diz respeito à participação dos cidadãos na vida politica e social, na melhoria de algumas áreas como a justiça, a coesão social e territorial mas na generalidade o saldo é muito positivo. Certamente, que hoje estaríamos bem pior, se os Capitães de Abril não tivessem tido a coragem de, naquela madrugada do dia 25 de abril, avançar e acreditar que era possível mudar este País. Agora, precisamos resistir ao neoliberalismo imposto e acreditar num Estado Social valorizando o sistema público da Saúde, da Educação e da Ação Social.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *