AJIDANHA vence festival internacional de teatro

EM VILA NOVA DE GAIA

Ajidanha arrecada prémios

A Ajidanha – Associação de Juventude de Idanha-a-Nova foi a grande vencedora do 8º Festival Internacional de Teatro CALE-se, conquistando quatro prémios numa cerimónia que decorreu este sábado em Canidelo, Vila Nova de Gaia.

A produção teatral “À Deriva” arrecadou os Prémios CALE para melhor espetáculo, melhor encenação, melhor cenografia e melhor sonoplastia.

Em oito categorias a concurso, o grupo de teatro de Idanha-a-Nova foi nomeado para seis e venceu quatro.

Apesar de não ter sido nomeada para melhor interpretação masculina, na análise do júri, houve ainda uma referência à boa prestação de Rui Pinheiro.

O espetáculo “À Deriva” obteve ainda o terceiro lugar no prémio do público, com 15,4% dos votos.

O júri deste festival foi constituído por Moura Pinheiro (professor aposentado da ESMAE – Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo), Isabel Marcolino (professora licenciada em teatro pela ESAP – Escola Superior Artística do Porto) e Cândido Xavier (diretor do festival).

A edição de 2014 do CALE-se contou com oito espetáculos a concurso. Teve início no dia 18 de janeiro e terminou no sábado, dia 22 março, com a cerimónia de entrega de prémios.

O espetáculo “À Deriva” parte de uma adaptação livre do texto teatral “Em Alto Mar”, de Slawomir Mrozek, para criar uma dramaturgia própria, uma linguagem cómica e visual, capaz de dialogar com a profunda crise de valores em que Portugal, e o mundo em geral, estão mergulhados.

É contada a história de dois homens e uma mulher perdidos em alto mar, circunscritos ao espaço de uma balsa (jangada) após o que se julga ter sido uma catástrofe natural.

Tem encenação de José Carlos Garcia e Nádia Santos, e interpretação de Ana Grilo, Bruno Esteves e Rui Pinheiro.

Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *