Geopark Naturtejo promove território

CRIADO EM 2006

O Geopark Naturtejo promoveu o seu território, enquanto destino turístico inovador e sustentável, na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), a principal feira portuguesa do setor, que decorreu na FIL entre 12 e 16 de março.

Naturtejo na BTL com Armindo Jacinto

A representação foi materializada através de um conjunto de parcerias, em particular com a cadeia de hotéis Ô Hotel & Resorts, que acolheu no seu stand uma ação de promoção dos produtos turísticos do Geopark Naturtejo.

Naquele espaço foram apresentadas rotas turísticas e outros produtos do território, reconhecido pela UNESCO, que contribuem para a afirmação do geoturismo, como um segmento diferenciador e socialmente responsável.

A iniciativa foi conduzida pelo presidente da Naturtejo, Armindo Jacinto, que defendeu a “criação de valor através de parcerias e sinergias que, permitam chegar ao mercado de uma forma excelente”.

Um dos produtos lançados foi a rede Bikotel que está a ser implementada neste território, um itinerário entre vários hotéis, destinado àqueles que viajam ou se dedicam a fazer percursos de estrada ou de montanha em bicicleta

A animar a ação de promoção do Geopark Naturtejo esteve a Viv’Arte, companhia de teatro especializada em recriações históricas, que instalou recentemente o núcleo Templário na aldeia histórica de Idanha-a-Velha.

A afluência de público foi constante

A ação terminou com uma degustação de produtos gastronómicos do território, que atraiu dezenas de visitantes da BTL até ao expositor da Ô Hotel & Resorts, grupo que detém duas unidades hoteleiras em Termas de Monfortinho, no concelho de Idanha-a-Nova.

O Geopark Naturtejo da Meseta Meridional, criado em 2006, foi o primeiro reconhecido pela UNESCO em Portugal (atualmente existem três). É constituído pelos municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Nisa, Oleiros, Proença-a-Nova, Vila Velha de Ródão e está em desenvolvimento o plano de candidatura do município de Penamacor.

Esta entrada foi publicada em Sem categoria. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *