Município anuncia candidatura à Rede de Cidades Criativas da UNESCO

IDANHA-A-NOVA

 

UNESCO

O Município de Idanha-a-Nova está a preparar uma candidatura, à Rede de Cidades Criativas da UNESCO criada em 2004, na área da Música.

A candidatura foi anunciada na passada semana pelo presidente da Câmara, Armindo Jacinto, durante o lançamento da agenda “Mistérios da Páscoa em Idanha”, uma publicação que apresenta o calendário cerimonial do concelho ligado ao ciclo Quaresmal e Pascal.

As celebrações associadas às tradições religiosas locais e regionais serão fundamentais nesta candidatura, mas, segundo Armindo Jacinto, o concelho reúne todo um conjunto de condições que suportam a candidatura.

A riqueza cultural e patrimonial do concelho é um dos fatores fundamentais” na candidatura, “temos conseguido concentrar nas várias freguesias um conjunto importante de grupos etnográficos e etnológicos que refletem a riqueza extraordinária de Idanha-a-Nova” referiu o autarca.

A Câmara Municipal tem realizado uma aposta forte na área das indústrias criativas, captando várias empresas e projetos inovadores para o concelho e apoiando as coletividades locais.

Na Incubadora de Indústrias Criativas, projetada na aldeia histórica de Idanha-a-Velha, têm sede projetos como a Orquestra Barroca, a companhia de teatro Viv’Arte, a Academia Internacional de Cenografia, três empresas na área da bioconstrução, do design e da arquitetura.

O festival internacional de músicas antigas Fora do Lugar e o Festival Boom são dois dos principais eventos musicais organizados no concelho.

A candidatura à Rede de Cidades Criativas da UNESCO deverá ser apresentada durante o próximo ano.

 

Lançada agenda Mistérios da Páscoa em Idanha

 

Lançamento Agenda

A Câmara Municipal de Idanha-a-Nova lançou a agenda Mistérios da Páscoa em Idanha, uma publicação que apresenta o calendário cerimonial do concelho ligado ao ciclo Quaresmal e Pascal.

 

Capa Agenda Mistérios da Páscoa

Este conjunto notável de celebrações, que se organizam em torno da evocação da paixão e morte de Cristo, encontra-se programado para várias freguesias do concelho nos meses de março, abril e maio.

Entre as atividades, destaque para o sétimo Encontro de Cantares Quaresmais, que decorre no Fórum Cultural de Idanha-a-Nova, no dia 12 de abril, e para o primeiro Curso Livre sobre Religiosidade Popular, no dia 18 de abril, Sexta-Feira Santa, no mesmo espaço.

A agenda Mistérios da Páscoa foi apresentada em Aldeia de Santa Margarida, pelo presidente do Município de Idanha-a-Nova, Armindo Jacinto, e pelo coordenador do projeto, o historiador António Catana. Este historiador salientou o “reconhecimento crescente da riqueza do património imaterial de Idanha-a-Nova na área das tradições quaresmais e pascais”, vividas com especial genuinidade e devoção naquele concelho.


O presidente da Câmara de Idanha-a-Nova aproveitou a ocasião para anunciar a intenção de criar o Museu da Semana Santa. Será um espaço interpretativo que “refletirá toda a riqueza patrimonial e cultural” do concelho sobre aquela temática.

 

Esta entrada foi publicada em Destaques, Idanha-a-Nova. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *