Proença-a-Nova aprova diagnóstico social do concelho

Documento serve de base ao Plano de Desenvolvimento Social e Plano de Ação

O Diagnóstico Social do concelho de Proença-a-Nova foi ontem aprovado em reunião do Conselho Local de Ação Social (CLAS), um passo decisivo para se iniciar a elaboração do Plano de Desenvolvimento Social 2014/2017 e do Plano de Ação.

Para se aprofundar o debate que melhor permita definir as estratégias e atividades a desenvolver, foram criados três grupos de trabalho em torno dos eixos considerados prioritários.

Qualificação e emprego, Grupos vulneráveis e Capacitação da família e da comunidade são os três eixos identificados.

No que diz respeito ao emprego, as baixas qualificações e o fraco dinamismo empresarial são algumas das vulnerabilidades analisadas, estando o Centro de Emprego e a associação Pinhal Maior entre os parceiros que integram o grupo de trabalho.

O envelhecimento e isolamento da população, bem como o alcoolismo e fracas redes de informação, são algumas das áreas a exigir intervenção no eixo 2, centrado nos grupos vulneráveis.

Quanto ao grupo de trabalho que irá refletir sobre a capacitação da família e da comunidade, tem entre as vulnerabilidades em causa contextos familiares disfuncionais e o aumento do consumo precoce de álcool.

Na reunião do CLAS foi também apresentado o relatório de monitorização do programa CLDS-Agir, que decorre até maio, com ações que intervêm tanto ao nível do emprego como da dinamização das associações locais e iniciativas diversas para valorização da população sénior e capacitação das famílias. Foi ainda aprovada a adesão da Delegação de Castelo Branco da ACAPO ao Conselho Local de Ação Social.

Câmara de Proença

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Proença-a-Nova. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *