Belmonte promove concelho

NA BOLSA DE TURISMO DE LISBOA

Pré-acordo de geminação com o Município brasileiro de Olímpia, no Estado de S. Paulo, marcou a presença de Belmonte na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que decorreu na Feira Internacional de Lisboa (FIL) entre 12 e 16 de março. O ato de assinatura do pré-acordo foi protagonizado pelo edil de Belmonte, António Dias Rocha e pelo Prefeito do município paulista, Eugénio José Zuliani.

Dias Rocha e Eugénio Zuliani

O acordo tem agora de ser alvo de ratificação pelo executivo da Câmara e posteriormente aprovado pela Assembleia Municipal.

Os cinco dias de BTL tiveram outros motivos de interesse, nomeadamente, a apresentação da Feira Medieval, importante iniciativa de caracter recreativo, social e cultural que anualmente anima o Centro Histórico da Vila sobranceiro ao Castelo, com recriações históricas que de ano para ano atraem grande número de forasteiros e estimulam o conhecimento e curiosidade pela “terra de Pedro Álvares Cabral”.

Presidente e Vereador com o Prefeito de Olímpia

Satisfeito com os resultados obtidos o Presidente da Câmara Municipal de Belmonte, Dias Rocha, evidenciou que “a importância do turismo para Belmonte, como a grande indústria do século XXI merecia este investimento na FIL que foi um encontro dinamizador de vontades”.

Foi possível conversar com os hotéis da região, com os operadores turísticos, com empresas de animação, foram reforçados laços institucionais, pois em poucos dias foi uma agenda de reuniões intensa mas os resultados esperados auguram êxito nos objetivos pretendidos”, disse.

Durante os dias da BTL estabeleceram-se contactos com programadores e operadores turísticos que se pretendeu sensibilizar para a centralidade de Belmonte como destino turísticos mas também como centro difusor de roteiros nas componentes histórica e patrimonial, de aventura, paisagística, ambiental e gastronómica.

Coleção Miguel Gigante

Neste contexto salientaram-se duas referências importantes a Belmonte: ser sede de uma Comunidade Judaica, de caraterísticas singulares no mundo, que resistiu ao longo dos séculos apesar das perseguições e da Inquisição e ser terra natal de Pedro Alvares Cabral, o achador do Brasil em 1500.

Belmonte marcou também presença no espaço da associação das Aldeias Históricas de Portugal, que organizou no palco principal da feira um desfile de moda das “aldeias históricas” com a coleção Miguel Gigante, com peças de burel confecionadas em Belmonte.

António Dias Rocha aplaudiu e confessou ter ficado ”deslumbrado” com o desfile de moda em burel das “Aldeias Históricas” comentando que “é urgente apoiar e reforçar o trabalho das Aldeias Históricas, instituição sediada na sede do concelho e que tem dinamizado postos de trabalho e atraído turistas.

Stande de Belmonte

Esta entrada foi publicada em Belmonte, Destaques. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *