ICEBERGUE – Uma enorme descoberta científica

UMA ENORME DESCOBERTA CIENTÍFICA

Cientistas americanos envolvendo várias Universidades, chegaram à conclusão que a RCF (radiação cósmica de fundo) uma baixa radiação emitida do fundo do Universo, é de facto preveniente do BIG BANG; confirmando assim uma teoria que se arrasta desde 1979, avançada por Alan Guth também ele americano e que ao tempo, eu acompanhei atentamente.

PS: Uma menção especial às Universidades americanas e investigadores desta grande descoberta; a quem pela certeza será entregue, o próximo Prémio Nobel da Física. Universidades de Harvard, Minnesota, Stanford, Argone e Califórnia. Astrónomos e Astrofísicos,  John Kovac, Clem Pryke, Avi Loeb, Jamie Bock, Chao-Lin Kuo um Físico de Stanford e Tom Lecompte do Laboratório Nacional de Argone serão os futuros Nobel da Física.

Telescópio do Sul

 O local escolhido para a investigação foi o Polo Sul, por reunir duas características essenciais a este tipo de investigação; que vai dar um grande contributo futuro na busca do conhecimento das nossas origens e de onde (viemos) há 3.8 mil milhões de anos. Se for confirmado o que o telescópio BICEP2 “Backgroud Imaging of Cosmic” (Extragalactic Polarization) descobriu, irá colocar na reforma o “Large Hadron Collider” acelerador de partículas do CERN na Suíça, e a atribuição do Nobel da Física 2012 em situação de dúvida, como recentemente escrevi em “A Partícula Divina”. O observatório do Polo Sul foi escolhido por reunir as melhores condições de visibilidade, céu mais limpo e também a maior proximidade ao Espaço. Foi uma pesquisa muito paciente em que os Astrónomos tiveram que se revezar por longos períodos e durante muito tempo; é como acertar na lotaria, por isso o resultado é verdadeiramente surpreendente. Esta descoberta vai despoletar grandes debates científicos em todo o Mundo; mexer nos campos filosóficos e religiosos, e nas mentes abertas e opacas. Os dados estão lançados, e certamente regressarei ao tema e voltarei a escrever muito sobre ele; pois esta é uma área que sempre me apaixonou. Estava longe de pensar que fosse possível, que esta descoberta tivesse lugar no princípio do século XXI. Com esta fantástica descoberta, o que vem a seguir nem o consigo imaginar. Portugal está no caminho certo, que é o projeto SKA ( Square Kilometer Array )  a construção do maior Telescópio do Mundo, liderado pela U A “Universidade de Aveiro, e que irá  complementar e dar continuidade na investigação desta revolucionária descoberta, na procura de novos Mundos, outras civilizações e quem sabe; ficarmos a conhecer quem somos Nós? De onde viemos e para onde vamos; e sobretudo o porquê de existirmos, e qual o nosso desígnio.

* Joaquim Vitorino, Colunista do Jornal de Oleiros

Astrónomo Amador

Bombarral – Oeste

 

 

Joaquim Vitorino

 

 

 

Icebergue

 

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Ciência, Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *