Guia Turístico das Aldeias Históricas de Portugal foi apresentado

BELMONTE FOI ANFITRIÃ

Capa do Guia

Decorreu, na segunda-feira dia 10, em Belmonte, a apresentação do Guia Turístico das Aldeias Históricas de Portugal, numa cerimónia onde estiveram presentes diversos representantes das doze aldeias históricas que integram a respetiva associação, o presidente da mesma, Ricardo Pereira Alves, Armando Carvalho, da editora Foge Comigo, responsável por todo o trabalho de recolha, desenvolvimento, conceção e apresentação deste guia e António Dias Rocha, presidente da Câmara Municipal de Belmonte.

António Dias Rocha

A apresentação foi muito prática com poucas e curtas intervenções para além daquela que era, seguramente, a mais esperada e foi protagonizada pelo responsável da editora, Armando Carvalho.

Inicialmente coube a Dias Rocha dar as boas vindas, realçando a boa hora em que os municípios e respetivas aldeias resolveram criar a Associação das Aldeias Históricas de Portugal.

Ricardo Alves

O trabalho desenvolvido traduz-se num volume de cerca de 500 páginas, graficamente atrativo, cuidado e rico em inúmeros aspetos, quer no plano das imagens, quer ainda no cuidado da recolha das informações disponibilizadas. De realçar ainda a articulação conseguida com os imensos operadores, parte importante do trabalho final, por forma a alcançar este trabalho que merece um acolhimento carinhoso por parte do público, desde já na sua apresentação pública, em Lisboa, no decorrer da Feira Internacional de Lisboa – BTL 2014, que decorre de 12 a 16 de março na FIL.

Já na parte fina o presidente da estrutura associativa, Ricardo Alves afirmou “A parceria entre a Associação Aldeias Históricas e a Foge Comigo foi fundamental para que neste dia fosse possível esta pré-apresentação deste Guia. O trabalho apresentado é um trabalho que nos orgulha”.

No final da sessão, tempo ainda para anunciar que será apresentado em julho “uma aplicação para dispositivos móveis, que está a ser desenvolvido pelo Instituto Pedro Nunes, da Universidade de Coimbra, com base neste guia”, disse Armando Carvalho. Será a primeira marca a ter uma aplicação desta natureza. Poderá ser “se tudo correr bem”, gratuita, o que será de grande alcance para projetar definitivamente as Aldeias Históricas de Portugal.

Esta entrada foi publicada em Belmonte, Destaques, História. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *