Como Sigmund Freud Imigrou, por Fernando Caldeira da Silva

Como Sigmund Freud Imigrou

Famoso neurologista, Sigismund Schlomo Freud (Sigmund Freud) nasceu na Áustria no dia 6 de maio de 1856 vindo a falecer com 83 anos de idade no dia 23 de setembro de 1939. Foi o criador da psicanálise, método pelo qual dialogava com o paciente na qualidade de psicanalista, vindo a ser professor de neuropatologia. Alcançou notoriedade mas como muitos portugueses inteligentes e educados teve de abandonar o país fugindo ao nazismo instalando-se na Inglaterra que o recebeu de braços abertos. Pudera…

Galardoado com o Prémio Goethe (1930) em reconhecimento pelos seus contributos para o estudo da psicologia três anos mais tarde os Nazis tomam o poder e queimam e destroem os livros que produzira. De etnia judaica, a sua vida corria perigo. Acaba por convencer-se de ter de abandonar o país pedindo asilo à Inglaterra.

Anos mais tarde, escreve as seguintes palavras no seu livro Escritos Sobre Judaísmo e Anti-semitismo (Vega – Gabinete de Edições, Apartado 41934. 1526 Lisboa Codex. [?], p. 63): “Vivemos numa época muito estranha. Verificamos, assombrados, que o progresso fez um pacto com a barbárie”. O seu argumento era o de que “se pode cair na barbárie quase pré-histórica sem invocar para isso nenhuma ideia progressista” (Ibid, p. 64). As democracias conservadoras acabaram por proteger progresso da cultura, contra a propagação dos perigos de degradação cultural estimulados por ideologias fantasiosas radicais de esquerda ou de direita. Como afirmou, “Encontrei o acolhimento mais cordial na Formosa, livre e generosa Inglaterra. Vivo aqui como hóspede gratamente recebido, sentindo-me aliviado daquela opressão e outra vez livre para poder dizer e escrever – ia dizer pensar – o que quero ou devo. Por isso atrevo-me a publicar…” (Ibid pp. 66-67). A pergunta que não quer calar é a seguinte: Será preciso imigrar para se ser livre?

* Fernando Caldeira da Silva , Representa   e é Correspondente na África Austral   dos jornais editados pela “Editora Páginas de Motivação, Editora de Jornais”,  concretamente os “Jornal de Oleiros” e “Jornal de Vila de Rei”

** Nota do Director: Fernando Caldeira da Silva, Professor, Doutor, é nascido no Concelho de Oleiros e orgulha-nos muito com a Sua ajuda.

Fernando Caldeira da Silva

Sigmund Freud

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *