X Convenção da Federação da JS de Castelo Branco

Gonçalo Clemente da Silva apresentou Moção

Gonçalo Clemente

O lema desta Candidatura e o nome desta Moção Global de Estratégia, a ser sufragada na X Convenção da Federação Distrital de Castelo Branco da Juventude Socialista, é: “O Futuro Está Nas Nossas Mãos”.

É esta a mensagem mais fundamental a transmitir, principalmente aos jovens, na actual fase de descrença em relação ao futuro do país, da política e das nossas vidas.

Este mote encarna a luta de sempre do ideal Socialista e Democrático para que o nosso futuro seja por nós construído colectivamente.

A escolha deste lema é, até certo ponto, uma reacção de indignação. Indignação contra a resignação e a apatia. Indignação contra a passividade. Todos nós temos podido ouvir muita gente, muitos jovens principalmente, a dizer, e este é o exemplo mais comum, “não vale a pena contar com uma reforma, porque quando lá chegar já não vai haver reformas”.

Não nos podemos resignar perante esta situação. Não há razão nenhuma para que qualquer Cidadão da República não possa contar com uma reforma quando chegar ao fim da sua vida activa. É um exemplo, podiam dar-se outros exemplos de direitos que nos querem retirar. Mas nós temos de nos consciencializar que só não teremos reformas, só perderemos direitos, se deixarmos que no-los retirem.Temos de nos convencer, e de convencer os outros, de que o nosso futuro depende inteiramente daquilo por que nos mobilizarmos, por que lutemos e que ajudemos a construir. Só assentes na firme convicção de sermos os detentores do nosso destino é que conseguiremos mobilizar os jovens para a participação política. Essa participação é a única forma de superação da actual crise que, muito mais que económica, é política.

A nossa geração envolve-se hoje na política não só por dever, não só por paixão, mas muitas vezes por necessidade e por obrigação. Somos hoje obrigados a intervir politicamente para impedir que nos tirem os direitos que as gerações que nos antecederam conquistaram, e bem. Somos hoje obrigados a intervir politicamente para impedir que nos retirem o nosso futuro ou que nos expulsem do nosso país. Somos hoje obrigados a intervir politicamente para garantir que vamos ter oportunidade de verdadeiramente viver e, mais vezes do que é aceitável, para garantir que vamos ter oportunidade apenas de sobreviver.

Nós estamos na política porque não aceitamos e não aceitaremos nunca que decidam por nós quando querem destruir a Segurança Social, o Serviço Nacional de Saúde e a Escola Pública. Não aceitaremos que decidam por nós quando querem reduzir os direitos laborais à realidade do Século XIX.

Não aceitaremos que decidam por nós quando querem impor um modelo mercantilizado da Sociedade em que as pessoas estão ao serviço do dinheiro em vez de estar o dinheiro ao serviço das pessoas.

No mundo com mais riqueza que nunca, com mais conhecimento, mais capacidade tecnológica, mais formação e mais cultura que nunca, dizer que existe um fundamento racional para aceitarmos ter menos direitos e menos condições de vida é moralmente errado e politicamente inaceitável.É por tudo isto que estamos na política. As decisões em política são tomadas por quem aparece e por isso mesmo nós estaremos presentes e teremos uma palavra a dizer em tudo o que for decidido sobre o nosso futuro.

Esta é a mensagem fundamental que iremos transmitir aos jovens: se queremos ter uma palavra a dizer sobre o nosso futuro temos de participar politicamente.

Nesta Moção explicamos a visão que temos da Federação Distrital de Castelo Branco da Juventude Socialista, as funções que deve desempenhar e os constrangimentos que enfrenta.

Explicamos a nossa visão Ideológica, que irá definir este projecto que assumimos como fundamentalmente político, em todas as suas acepções. Dizemos ao que vamos, na consciência que faremos o melhor que sabemos e podemos ao serviço da República, da Democracia e do Socialismo, em nome dos valores de sempre da Esquerda, como são a Liberdade a Igualdade e a Fraternidade.

Espero poder contar convosco, poderão sempre contar comigo, porque O Futuro está Nas Nossas Mãos. Agarremo-lo!

Gonçalo Clemente Silva, Militante foi o 1º Subscritor da Moção Global de Estratégia

” O Futuro Está Nas Nossas Mãos “

Joaquim Morão

Jovens de Oleiros integram estruturas

Anabela Antunes integra a Comissão Política Distrital e João Tomaz é suplente no mesmo orgão.

Catarina Dias foi eleita como Representante da JS no PS e João Tomaz como suplente.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques. ligação permanente.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *