Certificação é aspiração grande de Oleiros

CRIAR SUSTENTABILIDADE ECONÓMICA DO TERRITÓRIO

Decorreu em Oleiros, hoje, dia 17 de janeiro, promovida pela Câmara Municipal e com o apoio da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAPC), uma sessão de esclarecimento dedicada ao tema Certificação dos Produtos Endógenos de Oleiros. Aberta a todos os interessados a reunião teve vasta audiência que encheu por completo o Salão Nobre da autarquia.

Para além do presidente da câmara, Fernando Jorge, estiveram presentes a diretora e dois técnicos da DRAPC, respetivamente Adelina Martins, Manuel Sequeira, António Arlindo e o advogado Álvaro Batista.

Adelina Martins frisou a importância de “o saber fazer das pessoas que cá estão”, que “é fundamental”, reforçando a necessidade de “criar sustentabilidade ambiental e económica do território”.

Terminou alertando que “continuam abertas as candidaturas” que já serão analisadas no âmbito do novo quadro comunitário de apoio, embora sejam formuladas segundo as regras do anterior PRODER, não esquecendo de frisar que existem “linhas de apoio para as iniciativas para a certificação e comercialização”.

De seguida os técnicos presentes apresentaram questões práticas para registo de nomes de produtos agrícolas e géneros alimentícios com DOP, IPG e ETG por António Arlindo e a cultura do medronheiro por Manuel Sequeira.

Por sua vez, Álvaro Batista explicou as vantagens e como atuar na criação de uma marca.

O presidente da edilidade oleirense, Fernando Jorge assumiu que “a certificação é aspiração grande de Oleiros”, aproveitando a ocasião para informar que a Confraria do Cabrito Estonado está em andamento e que até final do primeiro trimestre será concluída a sua formalização.

À margem da sessão houve ainda ocasião para informar que no dia de quinta-feira, dia 16, foi lançada na plataforma eletrónica de contratação pública o concurso para a “construção da circular externa de Oleiros” que tem como previsão a sua conclusão até à data das festas do concelho.

Reforçou ainda a informação de que a fábrica russa que irá ocupar as instalações onde funcionou a ex-Steiff, fará uma apresentação e demonstração dos produtos que serão produzidos na unidade de Oleiros, no próximo dia 30 e que já esta semana contratualizou algumas das admissões previstas para esta 1ª fase de funcionamento.

O fundamental para Oleiros será criar emprego”, diria ainda Fernando Jorge, antes de admitir a aposta na recuperação do património no concelho, nomeadamente o património religioso, pelo que “virá alguém credenciado na matéria, para formar jovens dispostos a abraçar uma carreira nesta área”.

Fernando Jorge
Assistência interessada
Especialistas

 

 

 

 

 

* Com José Lagiosa em Oleiros

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *