Escola Superior de Educação responde ao Ministro com jornada de reflexão

INSTITUTO POLITÉCNICO DE CASTELO BRANCO

Vai decorrer, quinta-feira 16 de janeiro, pelas 16 horas, na Escola Superior de Educação (ESE) do Instituto Politécnico de Castelo Branco, uma Jornada de Reflexão com o objetivo de explicar o que as escolas superiores de educação vêm fazendo desde a sua criação, fornecendo indicadores sobre a evolução do número de diplomados e explicitando os critérios de qualidade científica e pedagógica que têm vindo a estruturar a sua oferta formativa.

Este encontro, que decorre em simultâneo em todas as Escolas Superiores de Educação do país, é uma das ações já previstas pelos Institutos Politécnicos em resposta ao Ministro Nuno Crato que, em entrevista dada no passado dia 18 de dezembro à RTP1, colocou em causa, de modo explícito, a qualidade da formação ministrada nas escolas superiores de educação.  

Em reunião promovida pela Associação de Reflexão e Intervenção na Política Educativa das Escolas Superiores de Educação (ARIPESE), que decorreu no passado dia 27 de dezembro na Escola Superior de Educação de Coimbra, e na qual compareceram dez dos 15 presidentes de institutos politécnicos do país, bem como os diretores das respetivas escolas superiores de educação, foi desde logo exigido, formalmente, ao ministro da Educação Nuno Crato um pedido de desculpa. Nessa reunião foi, igualmente, decidido realizar Jornadas de Reflexão nas Escolas Superiores de Educação, de modo a afirmar publicamente a sua dignidade institucional e profissional.

A Jornada de Reflexão de amanhã é aberta a toda a comunidade educativa, institucional e empresarial, decorrerá no auditório da ESE e contará com a presença de representantes da instituição e com o testemunho de ex-alunos que irão partilhar a experiência do seu percurso académico na Escola Superior de Educação de Castelo Branco.

 

Nuno Crato

ESE

Nota: O nosso jornal estará representado pelo seu Diector-Adjunto, José Lagiosa

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *