Comunidade da Beira Baixa exige manutenção de serviços públicos

Autarquias dispostas a ceder instalações gratuitas a troco da continuidade de repartições de Finanças

Manter serviços de proximidade às populações, travando o processo de erosão da administração central no interior do país, é o objetivo de duas tomadas de posição aprovadas pelo Conselho Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal da Beira Baixa (CIMBB). Na última reunião, os seis municípios que integram a CIMBB aprovaram por unanimidade moções em que reivindicam ao governo que mantenha as repartições de Finanças abertas em todos os concelhos e assegure horários adequados de funcionamento dos Serviços de Atendimento Permanente (SAP) dos centros de saúde.

No que diz respeito às Finanças, as autarquias disponibilizam-se para encontrar soluções conjuntas que permitam reduzir custos, designadamente a cedência pelos Municípios de espaços a título gratuito, como contrapartida para a manutenção dos serviços. No distrito de Castelo Branco, prevê-se o encerramento de sete repartições, cinco das quais em municípios que integram a CIMBB – Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão. O Conselho Intermunicipal da CIMBB, presidido por João Paulo Catarino (Proença-a-Nova), aborda ainda os rumores de que estará a ser ponderada a extinção da Direção de Finanças de Castelo Branco: “Estamos certos de que nenhuma alteração deste tipo será concretizada sem que haja uma discussão conjunta com os representantes locais das populações”.

No sector da Saúde, os seis municípios propõem ao governo uma solução intermédia entre o atual horário e o agora desejado pela Administração Central. Lembrando os níveis de envelhecimento e as dificuldades de mobilidade de muitos dos munícipes, os autarcas propõem que os SAP de Oleiros, Idanha-a-Nova e Proença-a-Nova passem a encerrar à meia-noite (deixando de haver, como atualmente, serviços abertos em permanência). Admitem ainda que Penamacor e Vila Velha de Ródão passem a manter este serviço até às 20 horas.

O novo regime das comunidades intermunicipais entrou em vigor no dia após as eleições autárquicas. A CIMBB alterou a sua configuração, passando a integrar Oleiros e Proença-a-Nova, além dos já anteriormente agrupados municípios de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Penamacor e Vila Velha de Ródão. O Conselho Intermunicipal reúne-se mensalmente e na última reunião foi aprovada a localização da sede, que ficará em edifício cedido pela Câmara de Castelo Branco.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Comunidades. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *