A tragédia das Filipinas

USS George Washington

O porta-aviões USS George Washington e barcos de escolta já estão nas Filipinas para ajudar na resolução de problemas básicos em cidades que foram totalmente destruídas. 5000 militares e toneladas de ajuda alimentar apoiados pelos hélis do George Washington vão combater as sequelas que o tufão Haiyan deixou neste arradaso país.

Voluntários da AMI no terreno dizem que o cenário é de colapso total. Pilhas de mortos por sepultar, estradas bloqueadas e infraestruturas totalmente destruídas é algo inenarrável que deixa as Filipinas com problemas que jamais resolverá.

Todo o mundo se mobilizou, incluindo a Cáritas portuguesa que enviou 25 000 euros.

Tacloban capital da ilha de Leyte é das mais atingidas, mas os imensos ilhéus existentes, ainda sem contactos, são cenários dantescos impossíveis de descrever.

Especialistas adiantam que estes problemas se vão repetir com maior intensidade no futuro breve.

* Redacão com agências

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *