OPINIÃO : Cadaval, o mais atrasado de Portugal…

O Concelho do Cadaval parou no tempo

Dos 308 existentes no país ocupa um “vergonhoso lugar 300 no RANKING do desenvolvimento“.

Mas as contas não são feitas assim. Se tivermos em linha de conta que os últimos 8 são no interior e afastados dos grandes centros urbanos, o Cadaval está situado numa zona de grande crescimento próximo da Capital e bem servido de autoestradas, então a Cadaval irremediavelmente passa para o último lugar.

Mas existem causas a identificar, efetivamente o concelho nos últimos anos não tem beneficiado de uma gestão inteligente, e arrastou para a pobreza uma grande parte da sua população.

Fixei residência no concelho há seis anos, mais concretamente na Vermelha, que em tempos foi a freguesia impulsionadora da produtividade do concelho, chamando a si 50% da riqueza nele produzida. A Cooperativa que é a maior em produção de vinhos “leves” do país, e algumas construtoras também sediadas na Freguesia foram o PIB do Cadaval durante muitos anos; mas recentemente foram atingidas pela crise, restando apenas três empresas em atividade, para minimizar a grande quebra de emprego; a casa do “PÃO da VERMELHA”, J. INÁCIO- Tratores John Deere, e CONSTRUÇÕES- Francarmo ainda constituem, uma frágil segurança de trabalho, que teria mais solidez se fossem acompanhadas com algum empenho por parte dos responsáveis da Autarquia que não sabem ou não querem dar resposta aos anseios desta boa gente.

O executivo da Câmara que é da responsabilidade do PSD há muitos anos; não aplicou terapias de choque para retirar da pobreza este grande Concelho, escondendo-se atrás da falsa sigla de que o Cadaval tem que ser rural.

Não existe no país outro com a falta de salubridade pública como o Cadaval; a exemplo o Casal do Pinheiro na ( Freguesia da Vermelha ) a rede de esgotos passa a 50 metros; os munícipes pagam os saneamentos mas não têm direito a eles. Uma evidente falta de sensibilidade para com esta freguesia tem estado sempre presente; a Presidente cessante da Junta também é do PSD, o que lhe retira a força perante o executivo, indo deixar o seu nome marcado pela negativa, não obstante ter por ela simpatia pessoal, o que não resolve o grave problema da Junta, que é o atraso quase irremediável em que o partido que representa deixou a Freguesia e o Concelho.

É PRECISO APOSTAR EM PESSOAS QUE VÃO MARCAR A DIFERÊNÇA; Pedro Ferreira o Candidato à Presidência da Junta, e Dinis Duarte ao executivo Camarário, vão dar um grande impulso ao Concelho do Cadaval, que caiu no buraco do subdesenvolvimento de onde nunca sairá, se o PSD ganhar aqui as eleições.

Algumas pessoas pretensamente ligadas a este partido, andam a convencer outras de que residentes que não nasceram na freguesia, não devem merecer o voto; esta atitude é grosseira e falsa, porque todos os candidatos nasceram no Concelho, e os que concorrem à Junta tem aqui residência; portanto é falso o que estão a tentar incutir nos votantes, e as autoridades devem ser informadas desta atitude, que nada tem de democrática; as candidaturas visadas são precisamente o empresário Pedro Ferreira com residência na Freguesia, que com outras duas empresas: J. Inácio-Tratores e construções Francarmo, são os maiores empregadores locais.

Sendo Jornalista não é nesta qualidade que expresso aqui a minha opinião, mas sim como residente na Vermelha; que como muitos residentes investi na reabilitação do parque Urbano da Freguesia, que o partido que se instalou durante vários mandatos deixou degradar, que não incentivou a sua recuperação dando condições de sedentariedade, como é o caso de esgotos e acessibilidades, o Cadaval perdeu-se no tempo.

As empresas que referi dão nome à Freguesia e garantem postos de trabalho; como no meu caso pessoal, escrevo para mais de 100 países, sempre com o nome da Vermelha – Cadaval no cabeçalho dos meus artigos.

Cadaval

Seria no mínimo sensato que a pessoa que colocou no FaceBook em dúvida a legitimidade da candidatura de Pedro Ferreira lhe pedisse desculpa,  porque se formos seguir este raciocínio, de que só nascidos na Freguesia se podem candidatar, então todas as crianças nascidas na Maternidade Alfredo da Costa, só poderiam ser candidatas em Lisboa, mesmo que vivessem toda a vida nos Concelhos periféricos, como a Amadora ou Sintra, este último concelho tem um candidato da Vermelha “Basílio Horta”.

J. Vitorino

Residente na Vermelha, a Freguesia que eu e a minha família escolheu para viver, pelo belo local e simpatia das suas gentes, sem qualquer exceção.

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Opinião. ligação permanente.

10 Respostas a OPINIÃO : Cadaval, o mais atrasado de Portugal…

  1. A diz:

    Boas

    Já que colocou um artigo de opinião, deixe-me dar uma igualmente.
    Penso que o texto elaborado deveria estar colocado na lateral direita onde tem a publicidade, porque não passa disso mesmo.

  2. Desculpe não o tratar pelo nome, mas como não se identifica, não posso. Excepcionalmente aceito dar à estampa a Sua nota, pois até a Lei obriga a identificar. Faço-o apenas para Lhe agradecer por nos ler, isso é bom e para recordar que é um artigo de opinião, susceptível de contraditório. Cordialmente

  3. José Aníbal Deodato diz:

    Apresento os meus cumprimentos.

    Permita-me efectuar um breve reparo mas penso de relevante importância, menciona o Sr. J. Vitorino que o Município do Cadaval ocupa um “vergonhoso lugar 300 no RANKING do desenvolvimento“ contudo desconheço tal estudo, apenas sou conhecedor do estudo realizado pelo Prof Catedrático Dr.José R. Pires Manso da UBI, o qual posiciona o Cadaval no lugar – 257.º – http://www.cm-viladerei.pt/upload/files/noticias/2013/Qualidade%20de%20Vida/Os%20Munic%C3%ADpios%20e%20a%20Qualidade%20de%20Vida2012.pdf e não no indicado na sua ilustre crónica.
    Ora este elemento deita por terra o raciocínio feito por elaborado ao considerar que o Cadaval apenas estava melhor posicionado do que outros Municípios que do “interior e afastados dos grandes centros urbanos”, quando podemos observar que se encontra posicionado acima de Municípios como Santo Tirso ou Santa Maria da Feira.
    Assim não posso deixar de concluir pela sua falta de isenção enquanto Jornalista que se intitula ser e que apenas se utiliza desta página para a mera campanha eleitoral em desprezo pelo rigor intelectual de quem a visita.

    • Joaquim Vitorino diz:

      Meu Caro Sr. Deodato; os dados que apresentou têm quase dois anos, que foram mais que suficientes para a degradação, a nível de desemprego e serviços, que também sofrem de meios, a que o município chegou. A exemplo a estrada nacional a 70 metros da Cooperativa da Vermelha, em risco de derrocada, e na iminência de um grave acidente, esteve quase 3 anos naquele estado, só reparada depois de eu publicar um artigo que também direcionei para a Presidência da República. Se o meu amigo tem interesses a defender, certamente não são os da esmagadora maioria dos munícipes do concelho do Cadaval. que têm inúmeras carências que eu sinto intensamente, porque se trata de Crianças e Idosos que não se sabem defender; estou convicto que os valores que defendo, nada tem a haver com os seus; que são a justiça e equidade de tratamento a que as populações têm direito, sejam ricas ou pobres. Mas isto é muito para a sua compreensão. Cumprimentos

  4. Sr Deodato
    Enviei por email o texto abaixo. O mesmo veio devolvido, seguramente por alguma razão que não descortino. Reenvio por aqui.
    ……….
    Caro Sr Deodato
    Obrigado por nos ler.
    O Seu post que agradecemos está evidentemente online.
    O articulista, um apaixonado da região não deixará de ver e ou rever os dados que indica.
    Pessoalmente, o meu desejo seria o de todos os municípios poderem estar em lugares honrosos e, ainda desejar que funcione como estímulo para lutar por melhor a favor do nosso povo.
    Cordiais saudações,
    Paulino B. Fernandes
    Director

  5. A diz:

    Sr. Paulino obrigado por ter publicado o meu comentário após moderação… A liberdade de expressão não me parece obrigar a identificar-me… ainda por cima para um comentário que irá ser sujeito a moderação antes de ser publicado. Se posso postar um comentário, e dado que a vossa secção de comentários me permite comentar sem me identificar vou tirar partido do mesmo… “Ahh olha pra mim a falar em partidos…” Não por receio de dizer quem sou, mas apenas porque posso. Dado que não estou a ofender ninguém, não me parece ser um problema a ainda dado que o nome que se coloca no coméntario pode ser um qualquer que nos venha á cabeça não me parece fiável a identificação de alguém no comentário. Se o anonimato das pessoas vos coloca entraves devem pedir ao vosso webmaster que criou a página para mudar esses aspecto da mesma. Colocando registo no site para se poder comentar, validando uma conta de email por exemplo. É apenas uma opinião, tal como a do seu colaborador.
    Apenas não tem o mesmo impacto porque as letras são mais pequenas do que o texto colocado pelo mesmo.
    Deixe-me só acabar louvando o vosso trabalho, e que continuem com o bom trabalho que têm feito, relembrando apenas que a moderação não deve ser só feita nos comentários das notícias mas também nas notícias em si.
    Só um pequeno áparte, diferença não leva “chapelinho”.
    Obrigado

  6. Caro Senhor Deodato
    Renovo os agradecimentos anteriores e insisto que é sempre bom escrever em nome próprio. Normalmente escrevo a quem nos comenta e no Seu caso isso não foi possível…
    Relativamente aos dados em que se baseia, estão desfasados no tempo e referem-se, creio a 2010. os actuais são piores ainda. Não destaco esta nota, apenas lamento que assim seja.
    Resta-me agradecer a nota linguística e o lapso do “chapelinho”, mas, hoje é irrelevante dada a possibilidade de (infelizmente) escrever portugues em várias formas (com acordo, sem acordo…um desastre).
    Fique bem e lute pelo Cadaval, vale a pena.

  7. JP diz:

    Caro Sr Vitorino
    Muito me aprece que o Sr escreva sobre a sua terra de acolhimento, lamento e não sei o porquê do interesse dos assuntos do Cadaval num jornal de outra realidade e localização, no entanto como residente em Vermelha e não um residente sazonal como o Sr é, gostaria de o esclarecer sobre alguma situações que o Sr expõe na sua crónica.
    Poderei concordar consigo, que o investimento de capital/empresarial não tem sido possivelmente o mais indicado, por falta de políticas que visão a fixação de empresários neste Concelho, também muito por força e como o Sr refere da Ruralidade aqui vivida…
    Quando foca a Adega Cooperativa da Vermelha por exemplo, deve lembrar-se que na realidade e face aos cortes das cotas produtivas na agricultura e pescas que para mim têm sido negociados por fraldinhas, que arruinaram o nosso tecido agrícola e das pescas, levou a que a produção vitivinícola entre outras fosse bastante afetada, levando os agricultores ao engado por uns míseros €, colocando muitos campos de cultivo em pousio, o qual reduzido muito a produção, venda e escoamento desta matéria que trazia a vida financeira não só à Vermelha como a todo concelho do Cadaval.
    Muito lamento que o Sr enquanto “residente” desconheça o restante tecido industrial da freguesia onde ”habita” (por desconhecimento ou por interesses ??????), havendo aqui mais três empresas de construção, uma serralharia de alumínios, uma empresa de pintura de construção civil, dois cafés, uma carpintaria entre outras de menor relevo, falo apenas nas existentes na sede de Freguesia, porque nas restantes povoações existem pelo menos mais uma dezena de estruturas económicas…
    Quanto à falta de rede de escoamento de esgotos domésticos acho que o Município poderia ter feito um pouco mais.
    Quando o Sr se refere em apostas, gostava de o esclarecer sobre algumas situações:
    1º É muito triste para mim que venham pessoas prometer mundos e fundos, porque conhecem as realidades do Município, que ao longo dos anos tem feito uma politica de contenção de despesa, para tentar acolher às necessidades do Concelho e não o deixar endividado, estando por isso com uma saúde financeira recomendada, venham agora uns tantos senhores com promessas querer gastar o que há e o que não há… Deveríamos ter muito cuidado quando falamos destes assuntos …
    2º Por certo o Sr sendo “residente” (pelo que parece passa mais tempo fora que cá…) na freguesia se esquece que a equipa do Sr Pedro por cobardia e sabendo que utilizava meios muito pouco honestos, aquando das anteriores eleições, muito lamentavelmente utilizou já fora de tempo (final da noite do ultimo dia de campanha), para não permitir uma possível resposta por parte de uma das listas concorrentes, calunias, mentiras e falsidades, mas teve azar… a população da Vermelha não é parva e sabe reconhecer quem os serve bem…
    3º Para mim, é de lamentar para uma Freguesia, que a lista encabeçado pelo Sr Pedro, não seja representada nos três primeiros lugares por um único elemento da sede de Freguesia, e o cabeça de lista seja mesmo de fora…
    4º Veja-se o Caso do Sr Pedro, por certo ele não mora na sua panificadora que tem sede na Vermelha sua atual morada de residência.
    Eu explico-lhe, ele reside numa bela urbanização que pertence à Freguesia do Cadaval e é oriundo da Localidade de Murteira cuja Freguesia é Lamas…
    5º Sabe o Sr por acaso, que o Sr Pedro e a sua anterior equipa, o qual o Sr tanto defende, já perdeu o mandato que tinha enquanto deputado da J F Vermelha, por falta de comparência às respetivas assembleias? (falta de tempo possivelmente, ou seria… falta de vontade ou puro desinteresse?), ou terá ele agora mais vontade que trabalhem por ele ????
    6º Para finalizar, gostaria de lhe recomendar enquanto “habitante sazonal” desta Freguesia, um passeio mais regular e atenciosa pela mesma, a fim de poder verificar com os seus próprios olhos o que foi feito em prol da nossa terra. Assim, ficará com certeza mais esclarecido, não caindo no ridículo de algumas das suas afirmações.

    Boa tarde e boas escolhas…

  8. Joaquim Vitorino diz:

    Caro JP: lamento não se identificar, pois possivelmente é uma pessoa que conheço e prezo, como a todos os Vermelhenses; para não estar a alongar o diálogo que daria para horas de conversa, vou deixar apenas alguns esclarecimentos; não pertenço a nenhum partido politico, porque sou neste momento, em que os partidos e em especial os do arco da governação, que destruíram o nosso país, um simpatizante Monárquico. Saí da Roliça aos 18 anos de idade, mas sempre tive uma paixão pela zona que me viu nascer; tenho esse direito. Não tenho outra residência que não seja a da Vermelha, cujo nome tenho levado a mais de 100 países, através do Jornal de Oleiros e comunidades e o Mundo Português divulgado nos 5 continentes, e também no Jornal On Line Tinta Fresca, que serve 11 Concelhos do Oeste, as minhas Crónicas são divulgadas em mais de mil Universidades; não me diga Sr. anónimo que é um cidadão residente na Vermelha, que fez mais por esta bela terra que eu.
    Quando recentemente, a Cooperativa estava com alguns problemas, estive mais de meia hora a falar com o Sr. Secretário de Estado da Agricultura, que me prometeu ir ter em atenção o exposto; a Srª Ministra não me pode receber por estar ausente no Alentejo. Não me diga Sr.JP que a Vermelha é mais sua que minha; porque se pensa assim, então lamento de lhe dizer que eu e o Ilustre diretor deste Jornal, estamos a perder o nosso tempo consigo. Quanto às Empresas que referi não foi em desfavor de ninguém; apenas mencionei as que empregam mais pessoas, para além da Cooperativa que é uma grnade referência para a Vermelha; a exemplo, o Sr.JP fala de uma Empresa de alumínios, onde apenas trabalham 3 familiares por quem tenho uma profunda amizade desde que cheguei à Vermelha, o que deixa cair por base todas as suas controversas afirmações: Todavia, dadas as nossas diferenças culturais e educacionais; coloco-me à sua disposição para debatermos pontos de interesse para a Vermelha; para isso terá que se identificar, o que é no mínimo exigível. Os meus cumprimentos e obrigado por nos ler.

  9. JP diz:

    Muito bom dia
    Não querendo eu ter mais status que o Sr “…dadas as nossas diferenças culturais e educacionais…”, porque não tenho, mas tonho dois olhos e uma cabeça para pensar… por certo não serão essas as diferenças que nos fazem maiores ou menores que os outros… tal como o Sr refere, porque é mesmo nesse mesmo ponto, que quero realçar e que não entendo o porquê de o Sr se ter referido a ele, ao qual me faz ficar mesmo muito triste por si …
    Sendo o Sr, e tal como termina a sua resposta, “mais do que eu”… me faz confusão como se virou tão depressa, mas o que me vai dar mais prazer (e queira desculpar a minha franqueza…) é que a sua opinião sobre quem o Sr apoiou e acha que irá colocar a nossa terra no meio de “um jardim florido”, irá mudar bem rapidamente, porque conhecendo-o eu a si (duas não mais que três conversas curta que tivemos) e conhecendo quem é, e o que é o Sr Pedro, a sua desilusão irá ser bem grande e depois gostaria de saber o que irá o Sr dizer sobre o que defendeu.
    Ele ganhou!…, está ganho! E eu já lhe dei os parabéns e um abraço, agora vamos ver o dia de amanhã…
    Não coloco em causa a sua dedicação à Vermelha, mas queira saber que eu vivo por cá há mais uns anitos anos que o Sr…, e sei ver o que era a Vermelha e o que ela é hoje, também sei que o Sr depois de se reformar, deixou a sua residência na Capital (terá vendido, não sei nem me interessa) fixou então residência por cá, mas queira desculpar-me mais uma vez, dizendo-lhe que, das duas uma:
    Ou o Sr nunca sai de casa (desculpe a ironia) passando o seu tempo em casa no mundo das estrelas ou então tem outra habitação, porque na realidade é muito raro eu velo por cá…
    Desculpe-me porque não é minha intensão ou desejo de o magoar nas minhas palavras, apenas tal como o Sr, estou a tentar falar o que sinto e acho que é a realidade das coisas e da terra que também me acolheu em tempos a mim e de que tanto gosto-mos.
    Referi as empresas, porque achei estranho o Sr apenas se ter referido às maiores, mas as mais pequenas também são dignas e também trazem alguma economia para a nossa terra, porque até me esqueci de lhe referir que também existem 2 mini-mercados…
    Para finalizar, só espero que o Sr também já tenha alguns contactos das altas instancias do PS… , assim também os poderá contactar futuramente, ai desculpe…, eu também não Vos irei fazer perder mais tempo aqui comigo.
    O tempo será sempre dono da razão!…
    As melhores felicidades para si e um abraço
    JP

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *