A “Encomendação das Almas” a não perder

Estreia filme sobre encomendação das almas

Documentário filmado em Proença-a-Nova exibido em Vila Real

“P’ra irem p’ró céu” foi o nome escolhido por Pedro Antunes para o documentário sobre a encomendação das almas que filmou no concelho e que estreia amanhã no congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, em Vila Real. Com uma duração de 22 minutos, o filme foi integralmente filmado no concelho de Proença-a-Nova e acompanha os grupos de mulheres que mantêm esta prática em cinco localidades.

O filme é uma das vertentes do trabalho de mestrado de Pedro Antunes e o tema da encomendação das almas tem vindo a conquistar o interesse da comunidade de investigadores. O autor está a preparar um artigo para a revista “Cadernos de Arte e Antropologia” e foi convidado a escrever um texto que irá integrar um livro provisoriamente intitulado “Antropologia e Performance”, a publicar em fevereiro.

Iniciado em março, o trabalho de investigação incluiu entrevistas e filmagens em Atalaias, Chão do Galego, Corgas, Cunqueiros e Galisteu – as aldeias em que continua a fazer-se a encomendação das almas, no período da quaresma. Em agosto, o filme foi projetado ao ar livre nas Corgas, onde foi bem recebido pela população.

Associada ao culto dos mortos, a encomendação das almas é um rito da cultura popular muito antigo, cuja origem se presume remontar ao século X. Cantada no período quaresmal, tradicionalmente a altas horas da noite, foi-se perdendo na maioria das povoações, mas o envolvimento de jovens ou de pessoas que vivem fora do concelho mas regressam aos fins de semana tem ajudado a manter a tradição viva nalgumas aldeias. Nas Corgas a oração é feita sem falhas todas as noites ao longo da quaresma.

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Proença-a-Nova. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *