Hotel das Amoras em Proença sem interessados

Hotel das Amoras sem interessados

Hasta pública para alienação da Proençatur ficou deserta

A hasta pública para alienação da empresa municipal Proençatur ficou deserta, não tendo sido apresentada qualquer proposta de licitação. A Câmara Municipal de Proença-a-Nova irá agora questionar a Direção-Geral da Administração Local sobre os próximos passos a dar, já que a decisão de venda decorreu da imposição prevista no novo regime jurídico da atividade empresarial local, que prevê a extinção de empresas que apresentem prejuízo em três anos consecutivos.

Com um valor base de 700 mil euros, a hasta pública abrangia não apenas o imóvel do Hotel das Amoras, mas a empresa no seu todo, ficando salvaguardados os direitos de antiguidade dos funcionários. Entre as obrigações contratuais de compra, previa-se a manutenção da classificação do hotel pelo período mínimo de cinco anos.

Aprovada pela Assembleia Municipal em fevereiro, a decisão de alienação da Proençatur foi tomada depois de uma empresa de consultoria ter estudado os diferentes cenários possíveis, face ao novo quadro legal. O relatório apontou a venda da empresa e do património como solução mais favorável.

* Com Magda Ribeiro em Proença-a-Nova

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Proença-a-Nova. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *