Crise por resolver, país mergulha no abismo

Cavaco Silva

EDITORIAL

A solução apresentada ao Presidente pelo primeiro-Ministro não exibia ainda a consistência necessária para ser uma solução. Com efeito, o Presidente considera necessária a presença do Presidente do CDS-PP no governo, não necessáriamente a de Paulo Portas que a todo o momento deverá deixar o partido e mesmo a acção política.

Cresce uma onda para o afastamento de Paulo Portas, considerado agora um entrave para a necessária solução.

Em conformidade, o CDS-PP adiou já o Congresso previsto para este fim de semana e, uma de duas coisas são possíveis: O CDS-PP elege novo presidente e apoia o governo ou, mantém Paulo Portas e vamos para eleições.

...deve sair

O país, esse e o seu povo foram votados ao “abandono” e as consequências já irreparáveis, começarão a chegar em breve embrulhadas numa “folha de ruína”, ruína que é já a futura carreira política de Paulo Portas.

A salvação de Portugal é agora especialmente grave e, em dois dias foram malbaratados os esforços feitos anteriormente pelos portugueses.

A actual liderança política em Portugal fica irremediávelmente deficitária e as vozes em uníssono, clamam por um governo de personalidades capacitadas, considerando-se que estamos a perder demasiado tempo.

PF

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Editorial, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *