EDITORIAL, Dia de Portugal

...o futuro

Dia de Portugal

Celebramos o 10 de junho, este ano em Elvas, cidade de fronteira que já hoje pela voz do presidente da Câmara exibiu vergonha pelo estado a que chegámos no país.

Apesar da gravidade da situação, da generalidade das pessoas, quadros de todos os matizes e técnicos internacionais mostrarem o erro persistente em que lavramos, não temos nada que aponte para esperança na mudança de paradigma.

Com este Presidente e com este governo, o afundamento do país, ainda mais, é o caminho.

Por isso, sem esperança, presto homenagem a Zeinal Bava que vai liderar a OI no Brasil com mais de cem milhões de clientes. Portugal já era pequeno para Bava, mas, acredito que vai ajudar outras empresas portuguesas.

O mesmo se passa com o líder da EDP, Mexia, que levou dezenas de empresários ao Brasil para ajudar a rasgar novos horizontes.

Coesão nacional é o necessário.

Agora já não se trata de expulsar os “Filipes de Espanha” de Portugal. Nesses tempos, saía o povo e o exército para a rua e as coisas aconteciam. Agora é tudo mais tranquilo e o afundamento inevitável.

Portugal

Indigna-nos a miséria que percorre as ruas e deixa os turistas de boca aberta. A fome, o desemprego, famílias que vivem na rua.

Termino, como no início, sem esperança alguma, mas com uma nota de rodapé: Raramente vejo televisão, salvo notícias, um ou outro filme. Ontem, por acaso, creio que na RTP 1 vi parte de um episódio da série ” Beirais”. Porquê a nota de rodapé?

Um indivíduo, por acaso de Lisboa instalou-se numa terra imaginária, “Beirais” e aí iniciou um percurso agrícola, criando estufas. Uma noite, o temporal destruiu tudo.

A população nativa, ao saber, mobilizou-se para o ajudar a reconstruir sob o mote ele não é de cá, mas agora já é um dos nossos. Arregaçaram as mangas e foram ajudar…

Director

Paulino B. Fernandes

email: jornaldeoleiros.director@sapo.pt

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Editorial com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *