Um PS renascido, unido, uma alternativa indispensável

Seguro e Maria de Belém

PS encerra em apoteose o XIX Congresso

A alternativa está à vista. Indispensável em Democracia, o PS apresenta-se unido e transmite confiança e segurança ao povo português. Há uma alternativa credível.

Deputada Hortense Martins

As reacções são unânimes, era indispensável esta resposta global.

António José Seguro esteve sóbrio e concludente, transpirou confiança.

Todos os Partidos se representaram ao mais alto nível, também os parceiros sociais, centrais sindicais e a Casa Civil do Presidente além dos Embaixadores.

PS de Castelo Branco

O mote está dado. Aguardemos agora pelos desenvolvimentos de 3ª feira em mais um Conselho de Ministros extraordinário.

Comissão Nacional

André Figueiredo e Fernando Serrasqueiro não constavam da lista inicial de António Costa e o secretário nacional para a Organização, Miguel Laranjeiro, responsável oficial pela negociação, não quis incluí-los do lado “segurista”. Em solidariedade, Isabel Santos, José Lello, Paulo Campos e Renato Sampaio, saíram por vontade própria.

O núcleo duro de José Sócrates fica, assim, de fora do órgão máximo do PS entre congressos, exceção feita a Pedro Silva Pereira.
Redacção

 

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Comunidades, Destaques, Política com as tags . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *