2 de março, dia marcante. Portugueses responderam em massa

Portugal estremece

Actualização

Mais de um milhão e meio de portugueses sairam ordeiramente à rua. Só em Lisboa, cerca de 800 ooo deslilaram. Trata-se de uma manifestação impressionante, impossível de ignorar.

Importante foi mostrar esta extraordinária multidão a dar cartão vermelho a um governo que já não corresponde aos anseios populares, mas, de forma exemplar.

Director

EDITORIAL

O dia 2 de março deverá ser importante jornada cívica. Com efeito, em cerca de 40 cidades a mobilização popular cresce e importa que a jornada seja apenas isso mesmo – um jornada de luta – na rua, de forma ruidosa, mas civilizada.

Essa será uma “chapada de luva branca“.

Seguramente, o povo protesta contra a miséria instalada e planeada milimétricamente, mas não contra os bens que são de todos.

A manifestação é para protestar e exigir mudanças imediatas, uma nova política e a sensibilidade que o poder não tem exibido.

Sómente isso.

Importa recordar que as autoridades, nomeadamente a PSP, são membros do povo e, à PSP, que do outro lado está o povo. Moderação e contenção dupla, é o que importa.

Director

Director

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Desemprego, Destaques, Economia, Editorial. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *