“Heróis do mar pobre povo”, por Carlos Fernandes

“Heróis do mar pobre povo”

No despertar de uma nova aurora, meio a dormir meio acordado, algo me inquieta, ao ouvir mais um comentário, as previsões no que ao desemprego diz respeito, estão dentro das perspetivas do governo, foi assim logo de manhã em jejum, para compor o ramalhete, fui atingido de comoção pelas sábias palavras, “tomar no cu” vindas do ilustre ex secretário de estado da cultura, ainda não refeito, entra pelos meus ouvidos mais uma promessa, estou convicto que 2014 será o ano da retoma, como não poderia deixar de ser, fui obrigado a tomar uns sais Renny.

Com uma taxa de desemprego a rondar ao 16,8%, sendo que a real ultrapassa há muito os 20,6%,sem uma única medida para fazer crescer a economia, com umas das maiores cargas fiscais do continente europeu, perseguições das finanças ao bom estilo pidesco, tens fatura ou não tens !!!

Este meu pobre povo vai naufragando neste mar revolto, sem vislumbrar, porto seguro, certamente já não haverá heróis do mar, mas com este governo haverá isso sim um pobre povo.

Urge a união de todos, para em conjunto mostrarmos dia 2 de Março a nossa força, aquela que move montanhas e faz cair castelos.

Não nos prometam mais nada, e demitam-se o pobre povo ficar vos ia grato, esse povo que fez do trabalho o seu caminho, esse povo de homens que nunca foram meninos, este pobre povo está farto de vós, e hoje mais do que nunca sabe, que este governo de meninos jamais será homem.

É preciso acreditar, todos juntos dia 2 de Março, iremos fazer acontecer .

Bem hajam

* Carlos Fernandes, Director-Adjunto do Jornal de Oleiros

Carlos Fernandes

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Castelo Branco, Destaques, Opinião, Política. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *