Não! Não vale tudo!…por Carlos Fernandes

“Não! Não vale tudo!………

O verso e o reverso

Mais uma semana, que terminou, neste Outono da vida, mais uma semana, sem esperança sem nada de novo, uma semana em que partiram três homens da cultura. Homens de verdade, daqueles que sempre nos ensinaram que a maior das liberdades é a fraternidade.

Num Portugal em verdadeiro PREC, como disse o ilustre representante da ordem dos advogados, ou seja o período da rebaldaria em curso, ou melhor digo eu, plano reacionário em curso, reacionário sim!

Se no inicio da semana passada, um ministro de estado, Passos Coelho , afirmou “Portugal não está a reclamar um tratamento igual ao da Grécia no acordo que foi obtido para a Grécia “ logo no dia a seguinte, outro ministro de estado, Paulo Portas, afirma ,!No momento certo Portugal deve beneficiar de circunstâncias semelhante á Grécia “, uma trapalhada dirão muitos, não creio, uma estratégia sim, do novo PREC (plano reacionário em curso ), em que o único objetivo é acentuar os números da pobreza em Portugal, aliás este é o governo que mais pobres criou em Portugal e ainda a procissão vai no adro.

Depois da aniquilação de símbolos da nossa identidade, quer sejam dias feriados, quer sejam freguesias, jamais alguma vez este governo proferiu a palavra Pátria, tem sido um desempenho focalizado na destruição de um povo, corte de salários , pensões, cortes na saúde , educação, aumento da carga fiscal , e desemprego, uma receita de destruição massiva, em nome de uma ideologia neoliberal sem precedentes , o capitalismo ou pé deste desempenho é um oásis .

Só nos falam no regresso aos mercados ,na honradez, que temos que pagar, austeridade , austeridade, eles comem tudo e não deixam nada, já querem que o 25 de Abril seja um feriado opcional, ao que chegou o triunfo dos imbecis !!

Em relação ao desenvolvimento económico nem uma medida, como será possível, não perceberem que sem produção , investimento nas pequenas e médias empresas, sem acesso ao crédito, sem incentivos fiscais, e uma reforma laboral de fundo em que a equidade a justiça prevaleçam, jamais sairemos deste abismo.

O caminho estreita-se, para um beco sem saída, e são esses para o nosso bem ou nosso mal que despoletam as revoluções,.

Urge ressuscitar Abril, é imperativo nacional unir o nosso povo em torno de um objetivo , que todos conheçam, para que todos possam dar sentido ao nosso sangue suor e lágrimas, remar sim e muito, mas com rumo.

Que se cumpra Portugal, não! não vale tudo!!

Bem hajam

Carlos Fernandes

Portugal...

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Inclusão. ligação permanente.

Uma Resposta a Não! Não vale tudo!…por Carlos Fernandes

  1. Meu Ilustre Amigo
    Para já um abraço na Sua coragem, que acompanho com prazer.
    Depois, também pela lucidez que xibe.
    Portugal trilha um caminho que o levará ao abismo sem dúvida.
    Governado não pelos melhores, mas apenas pelos que sabem ser o Povo Português, um Povo distraído , por isso prometeram o impossível – sabiam que em Portugal não se responsabilizam os políticos – é hoje governado por pessoas impreparadas, sem experiência de vida, sem curriculum (salvo algumas excepções) por exemplo o Ministro da Saúde e segue em frente por um caminho que como disse nos levará ao caos que já vivemos caracterizado por ” uma sardinha para três”. Lamentável.
    Mas há soluções em que provávelmente divergimos, mas de cariz democrático.
    Nós, os Monárquicos, de Linha Constitucional, temos soluções. O rei não vota e é uma referência, mas é uma referência poderosa, aberta, ampla, aberta a todo o Povo.
    Um dia, quando existir a coragem de perguntar ao Povo se prefere viver em República (de bananas) ou em Monarquia, terão uma surpresa.
    Para Si, especialmente, tê-lo-ei sempre em conta, pois é um dos bons Repúblicanos, adepto de um Povo sólido, de um País orgulhoso e independente, Livre, Livre e isso é muito importante. Sendo assim, conviveremos bem.
    Director

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *