“Equidade”, por Carkos Correia

“EQUIDADE”

CarKos Correia

Hoje a assembleia da república aprovou por unanimídade  : os magistrados, juízes, jubilados, reformados, não estão sujeitos aos cortes de pensões extensivos a todos os outros reformados ou pensionistas. Sabendo que as reformas e vencimentos desta pequena parcela da população são dos mais elevados , não é fácil entender o porquê?

Como tal , lembrei-me da mãe das nossas leis a esquecida Constituição , nomeadamente no artigo da equidade .

Assim sendo , “equidade “ vem do latim (aequitas-atis) , igualdade, rectidão na maneira do agir no fundo imparcialidade e reconhecimento do direito de cada um . Consiste na adptação da regra existente á situação concreta , observando-se os critérios de justiça e igualdade .

Mais uma vez constatamos que nada disso prevalece , e que os padrinhos o corporativismo ditam leis , com a agravante de as mesmas serem efectivadas com os votos dos nossos representantes , que uma vez mais nos menosprezam , Acordai!

Que fique registado que hoje a “equidade” não significa mais que o seu antónimo, Desonestidade, Diferenciação, Distinção e Injustiça.

Hoje Portugal é conduzido por loucos e ambiciosos, e neoliberais selvagens  que só têm em mira o êxito e o lucro, estão-se nas tintas para as preocupações do nosso povo, que são, como toda a gente sabe, os únicos geradores de riqueza sem a qual não há progresso.

Em nome da “equidade” da nossa Constituição Acordemos e fazemos ouvir a nossa revolta

Bem hajam

Carkos Correia

Sobre Jornal de Oleiros

Nascemos em 25 de Setembro de 2009.
Esta entrada foi publicada em Destaques, Estreito, Oleiros. ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *